Home » Angélica e o Complô das Sombras (Angélica, Marquesa dos Anjos, #19) by Anne Golon
Angélica e o Complô das Sombras (Angélica, Marquesa dos Anjos, #19) Anne Golon

Angélica e o Complô das Sombras (Angélica, Marquesa dos Anjos, #19)

Anne Golon

Published
ISBN :
332 pages
Enter the sum

 About the Book 

Quebec foi o primeiro núcleo de povoamento francês no Canada. Fundada por Samuel de Champlain em 1608, passou a sediar a administração da Nova França, quando esta foi oficializada em 1663 como província real por Luís XIV.O monopólio da exploração dosMoreQuebec foi o primeiro núcleo de povoamento francês no Canada. Fundada por Samuel de Champlain em 1608, passou a sediar a administração da Nova França, quando esta foi oficializada em 1663 como província real por Luís XIV.O monopólio da exploração dos territórios canadenses foi entregue desde 1627 à Companhia da Nova França, ou dos Cem Associados (isto é, acionistas), organizada pela Coroa. Mas a colonização sempre esteve intimamente ligada à ação dos missionários jesuítas. Grupos desses missionários fundaram vários núcleos colonizadores (entre os quais o de Ville-Marie, atual Montreal, em 1642), onde os . representantes da Igreja tornavam-se membros dos conselhos locais.Devido à grande extensão do território e a população reduzida, era precário o domínio da França sobre a colónia. Por isso mesmo, desde Richelieu a Colbert, a metrópole adotou uma política de repressão às minorias (protestantes, judeus e estrangeiros), que poderiam insurgir-se contra o poder.Angélica e o marido, o Conde de Peyrac, banidos do reino e hostilizados na colónia, buscavam em Quebec, senão o indulto por uma condenação injusta, ao menos o confronto com seus inimigos.Você, caída tão baixo!, exclama o emissário do rei. Um ser adorável, que me enfeitiçou!Debatendo-se como uma ave aprisionada, Angélica tentava se libertar do estranho que a atraíra para aquele encontro na noite fria do Canadá. Ao reconhecer o embaixador secreto do rei, cujo rosto iluminara-selum instante pelo luar, ela teve um sobressalto: Você! Esse homem, com uma simples palavra, tinha o poder de destruí-los, a ela e ao, marido, o Conde Joffrey de Peyrac.Seus algozes rondavam por toda parte, como sombras. Antes os ameaçavam no reino, agora os esperavam em Quebec. Para combatê-los precisariam arrancar-lhes a máscara, denunciá-los, desarmá-los. Quem, afinal, urdia contra eles aqueles complôs nas altas esferas: o Padre dOrgeval, o jesuíta? O Ministro Colbert? As companhias mercantes? A Companhia do Santo Sacramento? Todos juntos, talvez...Do outro lado do oceano, o rei não os esquecia. Por trás das folhas de condenação, dos relatórios policiais, e daquela história mais recente dos sucessos e conquistas dos últimos tempos, teria Luís XIV suspeitado dá presença da mulher que o desdenhara?Titubeante, Angélica afastou-se do homem. Ele protestou, quis segurá-la, mas ela recusou com gestos veementes. Escapou, enfim, e se pôs a correr desvairada pela praia...(Contracapa do livro)